Cartaz de cinema

Josh Trank não vai realizar o segundo spin off de "Star Wars"

Publicado em 2 Mai. 2015 às 15:41, por António Quintas, em Notícias de cinema (Temas: Cinema Norte-Americano, Bastidores)

Josh Trank não vai realizar o segundo spin off de "Star Wars"

O estúdio e o realizador anunciaram o fim da relação de trabalho num comunicado conjunto.

Josh Trank, o realizador designado para o segundo filme da Antologia Star Wars, decidiu deixar o projeto, anunciou a Lucasfilm na sexta-feira.

Na declaração oficial sobre o abandono Trank diz: "Após um ano em que tive a incrível honra de trabalhar com as maravilhosas e talentosas pessoas da Lucasfilm, tomei a decisão pessoal de avançar por outros caminhos. Refleti bastante sobre o assunto, e do fundo do meu coração sei que prefiro trabalhar em oportunidades criativas originais. Dito isto, o universo de Star Wars sempre foi uma das minhas maiores influências, e não poderia estar mais empolgado por poder testemunhar o seu futuro ao lado dos milhões de fãs de Star Wars. Quero agradecer aos meus amigos Kathleen Kennedy, Kiri Hart, Simon Kinberg e toda a gente na Lucasfilm e na Disney a incrível oportunidade de ter feito parte deste projeto. Que a Força esteja com todos vós."

Do lado da Lucasfilm, a vice-presidente para o desenvolvimento de projetos, Kiri Hart, afirmou: "Foi um previlégio colaborar com o Josh. Estamos gratos pela energia e amor a Star Wars que touxe para este processo e desejamos-lhe a melhor sorte."

Para lá da troca de elogios das posições oficiais, o Variety adianta razões mais específicas para divórcio entre Trank e a equipa de Star Wars.

A origem do problema estará no mau relacionamento entre Trank e o argumentista e produtor Simon Kinberg durante as filmagens de "O Quarteto Fantástico" para a 20th Century Fox. De acordo com a publicação norte-americana, que cita pessoas próximas do estúdio, Kinberg terá recusado voltar a trabalhar com o realizador.

Com uma situação mais sólida junto dos decisores - ou seja, J.J. Abrams, com quem trabalhou no próximo "The Force Awakens", Kinberg terá forçado a saída do jovem realizador de "Chronicle".

Outra publicação dedicada à indústria cinematográfica, o The Hollywood Reporter (THR), desenvolve o tema e afirma que terá sido o comportamento de Trank durante as filmagens de "Quarteto Fantástico" a lançar o alarme nas hostes de "Star Wars".

"Indeciso" e "errático" são dois dos adjetivos usados pelas fontes citadas no THR para qualificar o trabalho do realizador de 30 anos na sua primeira grande produção para uma major. O nome de Simon Kinberg surge novamente na questão. Terá sido ele a tomar as rédeas do filme em conjunto com Hutch Parker (outro dos produtores).

A Lucasfilm vai continuar a desenvolver o filme que se seguirá ao primeiro spin off, intitulado "Star Wars: Rogue One" com realização de Gareth Edwards.

Curtas Vilda do Conde 2020