Cartaz de cinema

Prémios da crítica americana apontam para os Óscares

Publicado em 9 Dez. 2019 às 10:45, por filmSPOT, em Notícias de cinema (Temas: Temporada de prémios, Cinema Norte-Americano)

Prémios da crítica americana apontam para os Óscares

Outra rodada de distinções dos grupos locais da crítica revelam tendências na temporada de prémios do cinema norte-americano.

Este domingo, mais associações de críticos de cinema nos EUA revelaram as escolhas dos melhores do ano. A Los Angeles Film Critics Association, a segunda mais importante a nível local depois de Nova Iorque, votou no sul-coreano "Parasitas", de Bong Joon-Ho, que também foi o mais votado entre os realizadores. Em ambos os casos, Martin Scorsese apareceu na segunda posição com "O Irlandês". Nas categorias de representação, os vencedores foram Adam Driver (Marriage Story) e Mary Kay Place (Diane). "I Lost My Body" ganhou nas longas de animação e "Dor e Glória" entre os filmes em língua estrangeira.

Um dia antes, no sábado, a mais modesta associação nova-iorquina de críticos de cinema online embarcou na mesma onda com "Parasitas" e Bong Joon Ho a serem melhor filme e melhor realizador, respetivamente. As diferenças notaram-se nos atores com vitória atribuídas a Joaquin Phoenix (Joker) e Lupita Nyong'o (Nós). A produção francesa "Portrait de la jeune fille en feu", realizado por Céline Sciamma, ganhou entre as longas-metragens em língua estrangeira. "I Lost My Body" repetiu o triunfo na animação.

No mesmo dia, a associação de críticos da área de Washington D.C. confirmou a tendência. "Parasitas" surge nesta lista como melhor filme (e repete nos títulos em língua estrangeira) e Bong Joon Ho como melhor realizador. Entre os atores ganharam Adam Driver (Marriage Story) e Lupita Nyong"o (Nós). "Toy Story 4" foi o mais votado na animação.

Ainda a 8 de dezembro, os críticos de Filadélfia opinaram de forma diferente ao escolherem o policial "Knives Out" como filme do ano ("Era uma Vez em... Hollywood" foi o segundo mais votado) e Martin Scorsese como melhor realizador, por "O Irlandês". Mais em linha com os restantes estiveram os resultados nas categorias de representação com a opção por Adam Driver (Marriage Story) e Lupita Nyong"o (Nós). Neste caso, "Parasitas" teve de se contentar com o triunfo na categoria de melhor filme estrangeiro. Aqui, mais uma vitória para a Disney com "Toy Story 4", na área dos desenhos animados.

No início da semana, a 4 de dezembro, o New York Film Critics Circle tinha dado preferência a "O Irlandês" como melhor filme e escolhido os irmãos Safdie como melhores realizadores pelo seu trabalho em "Uncut Gems". Lupita Nyong"o ganhou entre a atrizes com "Nós" e Antonio Banderas entre os atores por "Dor e Glória". Neste caso, "Parasitas" contentou-se com o triunfo nos filmes em língua estrangeira e "I Lost My Body" repetiu vitória entre as animações.

A 2 de dezembro, os críticos da zona de Atlanta tinham decidido colocar o filme sul-coreano à cabeça do seu top 10 anual, com "O Irlandês" em #2. Aqui, Adam Driver (Marriage Story) aparece como melhor ator e Reneé Zellweger (Judy) como melhor atriz. Bong Joon Ho foi apresentado como melhor realizador. Entre os desenhos animados a preferência, neste caso, foi para "Toy Story 4".

Esta segunda-feira, 9 de dezembro serão conhecidos os nomeados para os segundos prémios mais importantes da temporada, os Globos de Ouro. As nomeações para os Óscares chegam a 22 de janeiro.

Curtas Vilda do Conde 2020