Cartaz de cinema

Taylor Kitsch será o líder de uma seita violenta na minissérie "Waco"

Publicado em 4 Set. 2016 às 19:36, por , em Notícias de Televisão e Séries (Temas: Primeiro olhar)

Taylor Kitsch será o líder de uma seita violenta na minissérie "Waco"

Os irmãos Weinstein estão a dar início a um novo projeto televisivo, baseado na tragédia que ocorreu num rancho perto de Waco, no Texas, em 1993. Na altura, após 51 dias de cerco, as negociações falhadas entre as autoridades e David Koresh, líder de uma seita religiosa fortemente armada e suspeita de estar envolvida na produção de drogas ilegais, conduziram a um assalto por parte de forças da ordem.

Durante a operação, teve início um incêndio que acabou por alastrar e provocar a morte de 76 pessoas que se encontravam no interior das instalações, Koresh incluido. Quatro agentes da ATF - agência federal de controlo de álcool, tabaco e armas - morreram e outros 16 ficaram feridos durante a violenta troca de tiros.

Taylor Kitsch, de "John Carter" e "Battleship" foi o escolhido para interpretar David Koresh. O seu oponente será Michael Shannon - bem conhecido de"Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça" e da série "Boardwalk Empire" - que assumirá o papel de Gary Noesner, o chefe dos negociadores do FBI.

A escrita do guião foi entregue aos irmãos John Erick e Drew Dowdle (no cúrriculo têm "Quarentine" e "No Escape", entre outros trabalhos na área do terror) e terá como base os livros "A Place Called Waco", da autoria de um dos nove sobreviventes da seita, David Thibodeau, e "Stalling for Time: My Life as an FBI Hostage Negotiator", do agente Noesner.

De acordo com Harvey Weinstein, um dos fundadores da Weinstein Company, a série irá explorar "a verdade por detrás da tragédia". O The Hollywood Reporter, acrescenta que a história será contada "do ponto de vista de ambos os lados do conflito".

O próximo passo para a Weinstein Company será encontrar um canal interessado em comprar o projeto.