Cartaz de cinema

Festival de Cinema de Toronto 2016: que os candidatos aos Oscars se cheguem à frente

Publicado em 20 Ago. 2016 às 18:12, por , em Notícias de cinema (Temas: Festivais de cinema)

Festival de Cinema de Toronto 2016: que os candidatos aos Oscars se cheguem à frente

Vem aí a edição 2016 do Festival Internacional de Cinema de Toronto, a decorrer na cidade canadiana entre 8 e 18 de setembro. É aqui que se vai começar a falar de candidatos a Globos de Ouro e Oscars.

Toronto tem-se revelado, de anos a esta parte, como o festival a ter debaixo de olho no que diz respeito aos principais contendores à temporada de prémios. Mais do que Cannes, ou Berlim,demasiado longinquos em termos temporais e com outras prioridades em termos artísticos.

O festival canadiano é diferente também pela ausência de júris. Na verdade, não existe um prémio formal, como no caso da Palma de Ouro de Cannes, ou do Urso de Ouro de Berlim. Existem, desde 2015, distinções avaliadas por um painel de jurados, sobretudo na secção Plataformas, dedicada ao cinema mais pessoal, de autor, mas continua a ser essencialmente o público que aponta os seus preferidos.

A reputação de lugar onde se começam a criar candidatos aos Oscars revelou-se sobretudo a partir de 2008, quando "Quem Quer Ser Bilionário?" passou do "People's Choice Award" de Toronto para vencedor da categoria de melhor filme nos prémios da academia norte-americana, poucos meses mais tarde.

Depois disso, também passaram com distinção pelo crivo do público canadiano títulos como "O Discurso do Rei" (2010); "Guia Para Um Final Feliz" (2012); "12 Anos Escravo" (2013); "O Jogo da Imitação" (2014); e "Quarto" (2015). Todos eles acabaram, de uma forma, ou de outra, por marcar presença nos prémios de cinema dos respetivos anos.

O alinhamento para 2016 parece, à primeira vista, confirmar essa fama apresentando-se mais forte do que nunca.

The Magnificent Seven

Na secção mais importante, designada como Gala Presentations, destacam-se as estreias mundiais dos filmes:

Sing

Na segunda secção mais importante, as Special Presentations, em estreia mundial surgem também:

Noutras secções, há que estar de olho também no novo "Blair Witch", de Adam Wingard e em "The Bad Batch", de Ana Lily Amirpour.