Cartaz de cinema

"Dor e Glória" domina entrega dos prémios Goya 2020

Publicado em 26 Jan. 2020 às 21:31, por filmSPOT, em Notícias de cinema (Temas: Temporada de prémios, Cinema Europeu)

"Dor e Glória" domina entrega dos prémios Goya 2020

O filme de Pedro Almodóvar venceu em sete categorias.

Na noite de sábado coube a vez à Academia Espanhola de Cinema entregar os seus prémios anuais com o  Palacio de Deportes José María Martín Carpena, em Málaga como cenário.

O humorista e apresentador Andreu Buenafuente e a atriz Silvia Abril conduziram a cerimónia onde Pepa Flores, também conhecida como Marisol, estrela do cinema espanhol dos anos 60 e 70, recebeu o Goya Honorário pela sua carreira.

Com 16 nomeações, "Dor e Glória", de Pedro Almodóvar terminou o espectáculo com o maior número de vitórias, sete, incluindo melhor filme, melhor realização e melhor ator.

Outro destaque da noite, a vitória da galega Benedicta Sánchez que, aos 84 anos, recebeu o prémio de atriz revelação pelo seu papel em "Lo Que Arde".  

Lista de vencedores prémios Goya 2020:

  • Goya Honorário: Pepa Flores
  • Melhor filme: Dor e Glória
  • Melhor realizador: Pedro Almodóvar (Dor e Glória)
  • Melhor ator: António Banderas (Dor e Glória)
  • Melhor atriz: Belén Cuesta (La Trinchera Infinita)
  • Melhor argumento adaptado: Benito Zambrano, Daniel Remón e Pablo Remón (Intemperie)
  • Melhor argumento original: Pedro Almodóvar (Dor e Glória)
  • Melhor ator secundário: Eduard Fernández (Enquanto a Guerra Durar)
  • Melhor atriz secundária: Julieta Serrano (Dor e Glória)
  • Melhor ator revelação:  Enric Auquer (Por Quien a Hierro Mata)
  • Melhor atriz revelação: Benedicta Sánchez (O Que Arde)
  • Melhor primeira obra: Belén Funes (La Hija de um Ladrón)
  • Melhor documentário: Ara Malikian, Una Vida Entre las Cuerdas (Nata Moreno)
  • Melhor filme europeu: Os Miseráveis (Ladj Ly)
  • Melhor filme iberoamericano: La Odisea de los Giles (Sebastián Borensztein)
  • Melhor curta-metragem: Suc de Síndria (Irene Moray)
  • Melhor curta-metragem (documentário): Nuestra Vida Como Niños Refugiados en Europa (Silvia Venegas)
  • Melhor curta-metragem (animação): José Luis Quirós, Paco Sáez
  • Melhor filme de animação: Buñuel en el laberinto de las tortugas (Salvador Simó)
  • Melhor fotografia: Mauro Harce (O Que Arde)
  • Melhor montagem: Teresa Font (Dor e Glória)
  • Melhor Design de Produção: Carla Pérez de Albeniz (Enquanto a Guerra Durar)
  • Melhores efeitos visuais: Mario Campoy e Iñaki Madariaga (El Hoyo)
  • Melhor som: Iñaki Díez, Alazne Ameztoi, Xanti Sálvador Nacho, Royo Villanova (La Trinchera Infinita)
  • Melhor guarda-roupa: Sonia Grande (Enquanto a Guerra Durar)
  • Melhor canção original: Javier Ruíbal (Intemperie)
  • Melhor banda sonora original: Alberto Iglesias (Dor e Glória)
  • Melhor cabelo e maquilhagem: Ana López-Puig Cerver, Belén López-Puig Cerver, Nacho Díaz (Enquanto a Guerra Durar)
  • Melhor direção artística: Juan Pedro de Gaspar (Enquanto a Guerra Durar)

Curtas Vilda do Conde 2020