Cartaz de cinema

Conheça os nomeados para os Prémios Europeus de Cinema 2019

Publicado em 9 Nov. 2019 às 14:17, por filmSPOT, em Notícias de cinema (Temas: Temporada de prémios, Cinema Europeu)

Conheça os nomeados para os Prémios Europeus de Cinema 2019

"The Favourite", com dez nomeações, é o filme que aparece com maior representação na lista.

O Festival do Cinema Europeu que decorre na cidade espanhola de Sevilha serviu de cenário para o anúncio das nomeações nas principais categorias para os Prémios Europeus de Cinema 2019.

Hoje foram revelados os finalistas nas categorias de melhores filme, realizador, ator e atriz, ainda o melhor argumento e documentário. Antes, haviam sido anunciadas as nomeações para melhor comédia, filme de animação, melhor curta-metragem, e ainda os prémios European Discovery, da Federação Internacional de Críticos de Cinema (FIPRESCI) e para a escolha do público.

"The Favourite", do realizador Yorgos Lanthimos, é o filme mais nomeado com referências em 10 categorias. Seguem-se "J'Accuse", de Roman Polanski e "Il Traditore", de Marco Bellocchio, com seis; "Dolor y Gloria", de Pedro Almodóvar, e "Portrait de la Jeune Fille en Feu", de Céline Sciamma, com cinco cada; e "Les Miserables", de Ladj Ly, com quatro.

Portugal está presente com duas nomeações na categoria de melhor curta-metragem, para "Cães que Ladram aos Pássaros", de Leonor Teles, e "Les Extraordinaires Mésaventures de la jeune fille de pierre", de Gabriel Abrantes, uma co-produção luso-francesa.

Os mais de 3.600 membros da European Film Academy (EFA) escolherão agora os vencedores que serão conhecidos na gala a ter lugar a 7 de dezembro, em Berlim.

A lista completa de nomeados é a seguinte:

Melhor filme    

"J'Accuse", de Roman Polanski (França e Itália)

"Les Misérables", de Ladj Ly (França)    

"Dolor y Glória", de Pedro Almodóvar (Espanha)

"Systemsprenger", de Nora Fingscheidt (Alemanha)

"The Favourite", de Yorgos Lanthimos (Irlanda, Reino Unido)

"Il Traditore", de Marco Bellocchio (Itália, Alemanha, França, Brasil)

Melhor documentário

 "For Sama", de Waad al-Kateab e Edward Watts (Reino Unido, EUA)

"Honeyland", de Ljubomir Stefanov e Tamara Kotevska    (Macedónia)

"Putin's Witnesses", de Vitaly Mansky (Letónia, Suíça, República Checa)

"Selfie", de Agostino Ferrente (França, Itália)

"La Scomparsa di Mia Madre", de Beniamino Barrese (Itália, EUA)

Melhor comédia

"Ditte & Louise", de Niclas Bendixen (Dinamarca)

"Tel Aviv on Fire", de Sameh Zoabi (Luxemburgo, França, Israel, Bélgica)

"The Favourite", de Yorgos Lanthimos (Irlanda, Reino Unido)

Melhor realizador

Pedro Almodóvar, por "Dolor y Gloria"

Marco Bellocchio, por "Il Traditore"

Yorgos Lanthimos, por "The Favourite"

Roman Polanski, por "J'Accuse"

Céline Sciamma, por "Portrait de la Jeune Fille en Feu"

Melhor atriz

Olivia Colman, em  "The Favourite"

Trine Dyrholm, em "Queen of Hearts"

Noémie Merlant e Adèle Haenel, em "Portrait de la Jeune Fille en Feu"

Viktoria Miroshnichenko, em "Beanpole"

Helena Zengel, em "Systemsprenger"

Melhor ator

Antonio Banderas, em "Dolor y Gloria"

Jean Dujardin, em "J'Accuse"

Pierfrancesco Favino, em "Il Traditore"

Levan Gelbakhiani, em "And Then We Danced"

Alexander Scheer, em "Gundermann"

Ingvar E. Sigurðsson, em "In a White, White Day"

Melhor argumento

Pedro Almodóvar, "Dolor y Gloria"

Marco Bellocchio, Ludovica Rampoldi, Valia Santella e Francesco Piccolo, "Il Traditore"

Robert Harris e Roman Polanski, "J'Accuse"

Ladj Ly, Giordano Gederlini e Alexis Manenti, "Les Misérables"

Céline Sciamma, "Portrait de la Jeune Fille en Feu"

Melhor filme de animação

"Buñuel en el Laberinto de las Tortugas", de Salvador Simó (Espanha, HolandaSpain/Netherlands)

"J'ai Perdu Mon Corps", de Jérémy Clapin (França)

"Marona's Fantastic Tale", de Anca Damian (Roménia/França/Bélgica)

"Les hirondelles de Kaboul", de Zabou Breitman e Éléa Gobbé-Mévellec (França, Luxemburgo, Suíça)

European Discovery - Prémios FIPRESCI

"Aniara", de Pella Kågerman, Hugo Lilja (Suécia)

"Atlantics", de Mati Diop (França, Senegal, Bélgica)

"Blind Spot", de Tuva Novotny (Noruega)

"Irina", de Nadejda Koseva (Bulgária)

"Les Misérables", de Ladj Ly (França)

"Ray & Liz", de Richard Billingham (Reino Unido)

Melhor curta-metragem

"Cães que Ladram aos Pássaros", de Leonor Teles (Portugal)

"Reconstruction", de Jiří Havlíček e Ondřej Novák (República Checa)

"The Christmas Gift", de Bogdan Mureşanu (Romémia, Espanha)

"Les Extraordinaires Mésaventures de la jeune fille de pierre", de Gabriel Abrantes (França, Portugal)

"Suc de Síndria", de Irene Moray (Espanha)

Prémio do Público

"Border", de Ali Abbasi (Suécia, Dinamarca)

"Cold War", de Paweł Pawlikowski (Polónia, Reino Unido, França)

"Dogman", de Matteo Garrone (Itália, França)

"Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald", de David Yates (Reino Unido, EUA)

"Girl", de Lukas Dhont (Bélgica, Holanda)

"Happy as Lazzaro", de Alice Rohrwacher (Itália, França, Alemanha, Suíça)

"Mamma Mia! Here We Go Again", de Ol Parker (Reino Unido)

"Dolor y Glória", de Pedro Almodóvar (Espanha)

"Le Grand Bain", de Gilles Lellouche (França)

"The Breadwinner", de Nora Twomey (Irlanda, Canadá, Luxemburgo)

"The Favourite", de Yorgos Lanthimos (Reino Unido)

"The Purity of Vengeance Journal 64", de Christoffer Boe (Dinamarca)

Melhor compositor

Mikołaj Trzaska, "Clergy"

Daniel Pemberton, "Yesterday"

Alberto Iglesias, "Dolor y Gloria"

Nicola Piovani, "Il Traditore"

Alexandre Desplat, "J'Accuse"

Melhor diretor de fotografia

Maria von Hausswolff, "A White, White Day"

Paweł Edelman, "J'Accuse"

Robbie Ryan, "Sorry We Missed You" e "The Favourite"

Daniele Ciprì, "La paranza dei bambini"

Melhor montagem

Neta Braun, François Gédigier e Era Lapid, "Synonyms"

Yorgos Mavropsaridis, "The Favourite"

Giuseppe Trepiccione, "La paranza dei bambini"

Jonathan Morris, "Sorry We Missed You"

Jon Harris, "Yesterday"

Melhor designer de produção

Fiona Crombie e Alice Felton, "The Favourite"

Thomas Grézaud, "Portrait de la Jeune Fille en Feu"

Ismail Durmaz, "A Tale of Three Sisters"

Daniele Frabetti, "La paranza dei bambini"

Melhor designer de som

Pia Dumont e Mourad Louanchi, "Tel Aviv on Fire"

Benoît Gargonne, "By the Grace of God"

Arnaud Lavaleix, "Les Misérables"

Rainer Gerlach, "I Was at Home, But"

Melhores efeitos visuais

Xavier Allard, "High Life"

Christian Rouvier, "O Que Arde"

Lena Di Gennaro, "Il Traditore"

Stefan Beekhuijzen, "Werewolf"  

Melhor guarda-roupa

Sandy Powell, "The Favourite"

Galina Otenko e Aleksandra Staszko, "Mr. Jones"

Olga Smirnova, "Beanpole"

Sabine Greunig, "Gundermann"

Melhor cabelo e caracterização

Nadia Stacey, "The Favourite"

Marie Luiset, "Portrait de la Jeune Fille en Feu"

Grit Kosse e Uta Spikerman, "Gundermann"

Alexandre Charles-Gillot, Céline Planchenault, Jean-Christophe Spadaccini e Katarzyna Wilk, "High Life"