Cartaz de cinema

Cinema Brasileiro domina palmarés do IndieLisboa 2018

Publicado em 7 Mai. 2018 às 09:59, por , em Notícias de cinema (Temas: Festivais de cinema)

Cinema Brasileiro domina palmarés do IndieLisboa 2018

Revelados os prémios da 15ª edição do Festival Internacional de Cinema Independente de Lisboa.

Foram anunciados, na noite de sábado, os vencedores do IndieLisboa 2018, numa cerimónia de encerramento que premiou como Melhor Longa-Metragem da Competição Internacional duas produções brasileiras.

"Baronesa", um retrato íntimo de duas mulheres na favela de Belo Horizonte realizado por Juliana Antunes, e "Lembro Mais dos Corvos", documentário sobre uma atriz transexual filmado por Gustavo Vinagre, foram eleitos pelo Júri da Competição Internacional como os títulos de melhor valor do Festival.

"O Processo", documentário de Maria Augusta Ramos sobre os bastidores jurídicos e políticos que levaram à destituição da Presidente Dilma Rousseff, arrecadou o prémio da Competição Silvestre para Melhor Longa-Metragem e o Prémio do Público.

Na Competição Nacional, "Our Madness", de João Viana, foi eleito Melhor Filme.

Palmarés da 15ª edição do IndieLisboa

Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa – Competição Internacional

"Baronesa", de Juliana Antunes, e "Lembro Mais dos Corvos", de Gustavo Vinagre (ex-aequo)

Grande Prémio de Curta Metragem – Competição Internacional

"Solar Walk", de Réka Bucsi

Prémio Allianz para Melhor Longa-Metragem Portuguesa

"Our Madness", de João Viana

Prémio Dolce Gusto para Melhor Curta-Metragem Portuguesa

"Os Mortos", de Gonçalo Robalo

Prémio Melhor Realizador para Longa-Metragem Portuguesa

André Gil Mata, por "A Árvore"

Prémio Novo Talento FCSH/Nova

"Amor, Avenidas Novas", de Duarte Coimbra

Prémio Novíssimos Walla Collective + Portugal Film

"Infância, Adolescência, Juventude", de Rúben Gonçalves

Prémio Silvestre para Melhor Longa-Metragem

"O Processo", de Maria Augusta Ramos

Prémio Silvestre para Melhor Curta-Metragem

"Braguino", de Clément Cogitore

Prémio IndieMusic Schweppes

"Matangi/Maya/M.I.A", de Steve Loveridge

Prémio Amnistia Internacional

"Waste N0.5 The Raft of the Medusa", de Jan Ijäs

Prémio do Público – Longa-Metragem

"O Processo", de Maria Augusta Ramos

Prémio do Público – Curta-Metragem

"Stay Ups", de Joanna Rytel

A lista completa dos vencedores pode ser consultada no site oficial do IndieLisboa.