Cartaz de cinema

Assédio em Hollywood: Amazon suspende o responsável pelas séries

Publicado em 13 Out. 2017 às 15:45, por , em Notícias de cinema (Temas: Indústria cinematográfica, Bastidores)

Assédio em Hollywood: Amazon suspende o responsável pelas séries

O escândalo com Harvey Weinstein está a abrir a porta para outras revelações.

Chama-se Roy Price, tem 50 anos e era até ontem o responsável máximo da Amazon Studios, o braço da empresa que desenvolve séries e filmes. Foi suspenso após serem tornado públicas alegações de assédio sexual.

Isa Hackett, filha do escritor de ficção científica Phillip K. Dick, revelou ao The Hollywood Reporter um caso que teve lugar após as sessões de promoção da série "The Man in High Castle" na Comic-Con de San Diego, em julho de 2015. Na ocasião, Hackett terá sido vítima de propostas e comentários de teor sexual durante uma viagem de táxi e no evento que se seguiu.

A produtora acrescenta que denunciou o caso à direção da Amazon. Foi-lhe prometida uma investigação, mas nunca chegou a saber quais os resultados desse inquérito.

Disse ainda ter-se sentido inspirada a falar pelas revelações do caso Weinstein que ocorreram nos últimos dias. Harvey Weinstein, produtor e distribuidor, é acusado de comportamentos impróprios por uma longa lista de mulheres. Algumas chegam a acusá-lo de violação.

Price começou a trabalhar na Amazon em 2004. É responsável pelo desenvolvimento das séries "Transparent", "Mozart in the Jungle", "Crisis in Six Scenes" e "Man in the High Castle". Foi também sob as suas ordens que a Amazon apostou no filme "Manchester By The Sea", vencedor de dois Oscars. Antes, o executivo esteve ligado ao departamento de séries de animação para TV da Disney.