Cartaz de cinema

Tribunal brasileiro manda retirar especial de Natal do "Porta dos Fundos"

Publicado em 9 Jan. 2020 às 14:49, por filmSPOT, em Notícias de Televisão e Séries (Temas: Bastidores)

Tribunal brasileiro manda retirar especial de Natal do "Porta dos Fundos"

Um juíz desembargador do Rio de Janeiro ameaça a Netflix com multas por cada dia que o programa estiver disponível.

A justiça brasileira determinou que a Netflix deve remover da sua plataforma o especial de Natal dos humoristas "Porta dos Fundos". Benedicto Abicair, juíz desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, citado pelo jornal Folha de São Paulo, declara que a medida destinada a "acalmar os ânimos" é "adequada e benéfica, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, maioritariamente cristã".

O juíz, conhecido pelas suas opiniões na imprensa, respondeu de forma positiva ao pedido de censura feito pelo organismo católico ultraconservador "Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura", após uma recusa em primeira instância.

A decisão do juíz Abicair, que, de acordo com a Veja, inclui a possibilidade de uma multa de 33 mil euros por cada dia que o programa permanecer no ar, também não é definitiva e terá ainda de ser julgada por um colégio de outros juízes.

O episódio especial de Natal do coletivo de humor "Porta dos Fundos", de que fazem parte nomes como Gregório Duvivier e Fábio Porchat, incluia um Jesus homossexual e um Deus apanhado a mentir e está disponível na plataforma de streaming Netflix.

Após uma onda de protestos de setores cristãos, a sede do grupo foi alvo de um ataque com cocktails Molotov, a 24 de dezembro.

Este é apenas um de diversas queixas que sobre o tema que deram entrada na justiça brasileira.