Cartaz de cinema

Surpresa! "Joker" ganha o Leão de Ouro em Veneza

Publicado em 7 Set. 2019 às 20:02, por , em Notícias de cinema (Temas: Festivais de cinema)

Surpresa! "Joker" ganha o Leão de Ouro em Veneza

O filme de Todd Phillips com Joaquin Phoenix recebeu o principal prémio do certame italiano.

A interpretação de Joaquin Phoenix e o trabalho do realizador Todd Phillps atrás das cameras convenceram o júri do Festival de Veneza, presidido pela argentina Lucrecia Martel. "Joker" ganhou o Leão de Ouro sobrepondo-se ao maior favorito, "J'Accuse", de Roman Polanski, que teve de se contentar com o Leão de Prata do Grande Prémio do Júri.

Nos atores, as Taças Volpi que premeiam as melhores intepretações, foram para Luca Marinelli (Martin Eden), e Ariane Ascaride (Gloria Mundi).

Os vencedores da 76ª edição do Festival de Cinema de Veneza foram revelados ao final da tarde de sábado. O certame teve início a 28 de agosto.

Palmarés da competição oficial

  • Leão de Ouro: "Joker", de Todd Phillips
  • Leão de Prata Grande Prémio do Júri: "J'Accuse", de Roman Polanski (França)
  • Leão de Prata para o melhor realizador: "About Endlessness/Om det oändliga", de Roy Andersson (Suécia, Alemanha, Noruega)
  • Taça Volpi para melhor atriz: Ariane Ascaride, por "Gloria Mundi", de Robert Guédiguian (França)
  • Taça Volpi para melhor ator: Luca Marinelli por "Martin Eden", de Pietro Marcello (Itália, França)
  • Prémio para o melhor argumento: "No.7 Cherry Lane", de Yonfan (Hong Kong, China)
  • Prémio especial do Júri: "La mafia non è più quella di una volta", de Franco Maresco (Itália)
  • Prémio Marcello Mastroianni: Toby Wallace, por "Babyteeth", de Shannon Murphy (Austrália)

Palmarés da secção Horizontes

  • Melhor filme: "Atlantis", de Valentyn Vasyanovych (Ucrânia)
  • Melhor realizador: Théo Court, por "Blanco en blanco" (Espanha, Chile, França, Alemanha)
  • Prémio especial do Júri: "Verdict", de Raymund Ribas Gutierrez (Filipinas)
  • Melhor atriz: Marta Nieto em "Madre", de Rodrigo Sorogoyen (Espanha, França)
  • Melhor ator: Sami Bouajila em "Bik eneich - Un fils", de Mehdi M. Barsaoui (Tunísia, França, Líbano, Qatar)
  • Melhor argumento: Jessica Palud, Philippe Lioret, Diastème por "Revenir", de Jessica Palud (França)
  • Melhor curta-metragem: "Darling", de Saim Sadiq (Paquistão, EUA)