Cartaz de cinema

Sugestões para um IndieLisboa analógico

Publicado em 24 Ago. 2020 às 16:57, por Samuel Andrade, em Opinião, Notícias de cinema (Temas: Síndrome do Vinagre, Festivais de cinema)

Sugestões para um IndieLisboa analógico

Uma seleção especial, pelos olhos do apreciador de película.

Com o início da 17.ª edição do IndieLisboa agendado já para amanhã, O Síndrome do Vinagre analisou a programação do Festival, com especial atenção aos títulos produzidos, inteira ou parcialmente, em formatos analógicos, assim como os filmes que elegeram as imagens de arquivo, ou o chamado estilo found footage aplicado ao documentário, como matéria-prima de trabalho.

Para a edição de 2020 (e sem contabilizar os títulos constantes das retrospetivas a Ousmane Sembène e dos 50 anos da secção Fórum do Festival de Berlim), o IndieLisboa propõe 36 "filmes analógicos" (abaixo detalhados pela secção em que serão exibidos). Um conjunto de obras onde domina a clara opção pela película de 16 mm, mas que também permitirá observar imagens registadas nas "velhas" cassetes de VHS, ou pela obsoleta fita magnética de Video8.

Se procuram uma experiência de festival de cinema assente em métodos de produção analógica, e rica em estética de película, então estes são os filmes a não perder:

Competição Nacional

  • "A Metamorfose dos Pássaros" (Catarina Vasconcelos) – filmado em 16 mm
  • "A Mordida" (Pedro Neves Marques) – filmado em 16 mm

 

Competição Internacional

  • "El Año del Descubrimiento" (Luis López Carrasco) – filmado em fita magnética Hi-8
  • "Eyimofe" (Arie e Chuko Esiri) – filmado em Super 16
  • "Ghost Tropic" (Bas Devos) – filmado em 16 mm
  • "L'Île aux oiseaux" (Maya Kosa e Sérgio da Costa) – filmado em 16 mm
  • "Il n'y aura plus de nuit" (Eleonore Weber) – documentário composto por imagens de arquivo
  • "Abiding" (Ugo Petronin) – curta-metragem experimental, produzida a partir de uma fotografia de 35 mm
  • "Avant notre heure (Chloé Terren) – filmado em 16 mm
  • "Breakfast in Kisumu" (Rebecca Achieng Ajulu-Bushell) – parcialmente filmado em 16 mm
  • "Bugs and Beasts Before the Law" (Alexis Mitchell e Sharlene Bamboat) – parcialmente filmado em 16 mm
  • "The Last Image of Father" (Stefan Djordjevic) – filmado em 16 mm
  • "Sukar" (Ilias Dupuis-El Faris) – filmado em 16 mm

 

Secção Silvestre

  • "Los conductos" (Camilo Restrepo) – filmado em 16 mm
  • "Her Name Was Europa" (Anja Dornieden e Juan David Gonzalez Monroy) – filmado em 16 mm
  • "La femme de mon frère" (Monia Chokri) – filmado em 16 mm
  • "State Funeral" (Sergei Loznitsa) – documentário composto por imagens de arquivo
  • "Apiyemiyekî?" (Ana Vaz) – filmado em 16 mm
  • "Arnold Schwarzenegger – The Art of Bodybuilding" (Babeth M. VanLoo) – documentário composto por imagens de arquivo
  • "Daisies Cloud Passing" (Peter Todd) – filmado em 16 mm
  • "Former Cult Member Hears Music For The First Time" (Kristoffer Borgli) – filmado em Super 16
  • "Further Radical" (Stefano Canapa) – filmado em 35 mm
  • "Hard, Cracked The Wind" (Mark Jenkin) – filmado em 16 mm
  • "Ink in Milk" (Gernot Wieland) – filmado em Super 8
  • "The Seismic Form" (Antoinette Zwirchmayr) – filmado em 16 mm
  • "Signal 8" (Simon Liu) – filmado em 16 mm
  • "Valerio"s Day Out" (Michael Arcos) – filmado em VHS
  • "Waste no.6: How Great" (Jan Ijäs) – filmado em Super 16 e 35 mm

 

Secção IndieMusic

  • "Le Regard de Charles" (Marc di Domenico) – documentário composto por imagens de arquivo

 

Secção Director's Cut

  • "Filmfarsi" (Ehsan Khoshbakht) – documentário composto por imagens de arquivo
  • "El tango del viudo y su espejo deformante" (Raúl Ruiz e Valeria Sarmiento) – filmado em 16 mm
  • "Anna/Nana/Nana/Anna" (Mark Rappaport) – documentário composto por imagens de arquivo
  • "Conrad Veidt - My Life" (Mark Rappaport) – documentário composto por imagens de arquivo
  • "Eclipse – An Aesthetic of Censorship" (Gilles Ribero, Gwendal Sartre e Noé Grenier) – filmado em 16 mm

 

Secção Boca do Inferno

  • "The Twentieth Century" (Matthew Rankin) – filmado em Super 8 e 16 mm

 

Sessões Especiais

  • "Last and First Man" (Jóhann Jóhannsson) – filmado em 16 mm

 

A informação relativa aos horários das sessões destes filmes pode ser consultada no site do Festival. Também pode conhecer algumas sugestões da programação do IndieLisboa 2020 anteriormente partilhadas pelo filmSPOT, .

Curtas Vilda do Conde 2020