Cartaz de cinema

Séries de TV a mais: estudo de opinião conclui que há excesso de oferta

Publicado em 7 Nov. 2017 às 14:07, por , em Notícias de Televisão e Séries

Séries de TV a mais: estudo de opinião conclui que há excesso de oferta

Os resultados de um inquérito conduzido nos EUA afirma que o excesso de oferta está a ter efeitos negativos nos consumidores de séries televisivas.

Um estudo de opinião levado a cabo junto de uma amostra de consumidores norte-americanos levou à conclusão de que existem demasiadas séries de televisão.

Em setembro deste ano, a Hub Entertainment Research organizou uma pesquisa que envolveu 2.214 consumidores residentes nos EUA, entre os 16 e os 74 anos, com hábitos de consumo de televisão iguais ou superiores a cinco horas semanais e possuidores de ligações à Internet com banda larga.

O estudo citado no Variety tinha como questão principal o comentário à seguinte afirmação: "Existem tantos programas de televisão que é difícil decidir por onde começar".

No fim, 49% disse concordar com a frase, 7% mais do que no estudo idêntico realizado em 2014. Só 19% discordou do facto de existirem séries a mais. Outro ângulo interessante, que reforça o anterior: só 12% se mostrou disposto a experimentar ver uma nova série "mesmo que pareça apenas ligeiramente interessante"; por oposição, 34% diz que "só vou ver um novo programa se pensar que vou mesmo gostar".

Números divulgados em 2016 pela FX Networks davam conta de 455 programas de ficção no ar nos Estados Unidos. Em 2014, eram apenas 389.

Para conhecer as datas de lançamento de séries de televisão nos EUA consulte a página de estreias de TV.

Na mesma página, pode também aceder às estreias de séries de TV em Portugal.