Cartaz de cinema

Nova temporada de "People Magazine Investigates: Cults" revela histórias de seitas e cultos violentos

Publicado em 9 Jul. 2019 às 19:48, por , em Notícias de Televisão e Séries (Temas: Estreias)

Nova temporada de "People Magazine Investigates: Cults" revela histórias de seitas e cultos violentos

Um dos episódios da série do ID – Investigation Discovery abordará as origens e consequências de um culto que passou por Portugal, os "Meninos de Deus".

O próximo episódio da série factual "People Magazine Investigates: Cults", que estreia a 11 de julho no ID – Investigation Discovery, examina como as seitas podem destruir e aterrorizar os seus membros e as respetivas famílias. Cada episódio de uma hora, mergulham no interior de um culto, até ao momento em que a devoção se torna violenta e até mortal.

Cada episódio segue jornalistas que investigam a evolução destas seitas, expondo os seus rituais e falando com quem lhes conseguiu escapar.

A segunda temporada começa por abordar uma das seitas mais famosas de sempre, pelas piores razões. Nos anos 60, Charles Manson levou dezenas de jovens a viver com ele numa comuna, no deserto californiano. Manson ordenou aos seguidores que cometessem diversos crimes hediondos, entre os quais o assassinato da atriz Sharon Tate, que estava grávida.

Outro dos episódios da série, dá a conhecer a história do movimento "Meninos de Deus", que tinha o auto proclamado profeta David Berg como líder. A seita, que passou por Portugal – Berg morreu na Costa da Caparica em 1994 – depressa transformou a mensagem de amor livre em prostituição, abuso sexual de crianças e adolescentes e violência em campos de trabalho, um pouco por todo o mundo.

A nova temporada explora também a história da Heaven's Gate, uma seita comandada por Marshall Applewhite, que levou 39 pessoas a cometer o suicídio, nos Estados Unidos, sob o pretexto de que os suas almas seriam depois levadas por um OVNI para um "nível de existência acima do humano".

"People Magazine Investigates: Cults" estreia a 11 de julho às 23h00 horas, no ID – Investigation Discovery.