Cartaz de cinema

Morreu o ator Rip Torn

Publicado em 10 Jul. 2019 às 22:58, por , em Notícias de cinema (Temas: Obituário)

Morreu o ator Rip Torn

O ator que vimos em "Men in Black" e "Marie Antoinette" tinha 88 anos.

O ator norte-americano Rip Torn morreu terça-feira aos 88 anos, na sua casa no Connecticut, junto da família.

Vencedor de um Emmy em 1996 pelo papel do produtor Artie na sitcom "The Larry Sanders Show" e nomeado noutras oito ocasiões (cinco delas por "The Larry Sanders Show" e uma cada por "30 Rock", "Chicago Hope" e "The Atlanta Child Murders"), Torn recebeu ainda uma nomeação para o Oscar de melhor ator secundário em 1984, pelo trabalho em "Cross Creek", de Martin Ritt. No início da carreira, em 1960, foi ainda nomeado para um Tony Award, através da participação na peça de teatro "Doce Pássaro da Juventude", de Tennessee Williams.

A sua visibilidade em Hollywood, em tempos recentes, estará mais ligada do papel de Zed, líder dos Homens de Negro nos dois primeiros filmes "MiB: Homens de Negro", ao lado de Will Smith e Tommy Lee Jones, ou como Louis XV em "Marie Antoinette", de Sofia Coppola.

Com fama de ter uma personalidade difícil, Rip Torn surge como protagonista de várias histórias rocambolescas. Anos após o acontecimento, Dennis Hopper revelou ter sido ameaçado por Torn com uma faca, pouco antes da rodagem de "Easy Rider", em 1969. Torn colocou Hopper em tribunal por difamação e ganhou o caso, mas a verdade é que o papel no filme foi para Jack Nicholson.

Em 1970, a rodagem de "Maidstone" ficou marcada por uma cena de pancadaria entre Torn e Norman Mailer que envolveu agressões com um martelo e mordidelas na orelha.

A última proeza de Rip Torn fora dos ecrãs data de 2010, altura em que foi detido por entrar num banco embriagado e armado com um revólver, fora do horário de expediente. Admitiu a culpa e foi-lhe atribuída pena suspensa.