Cartaz de cinema

Morreu Jeanne Moreau - a bela francesa de "Jules e Jim" deixa-nos aos 89 anos

Publicado em 31 Jul. 2017 às 11:42, por , em Notícias de cinema (Temas: Cinema Europeu, Obituário)

Morreu Jeanne Moreau - a bela francesa de "Jules e Jim" deixa-nos aos 89 anos

Foi anunciada segunda-feira a morte de Jeanne Moreau, aos 89 anos. De acordo com uma fonte da presidência da câmara de Paris, a atriz foi encontrada sem vida no seu apartamento na capital francesa.

Moreau tornou-se uma das maiores estrelas do cinema francês a partir de finais dos anos 50 e durante a década de 60, com a participação em filmes como "Fim-de-Semana no Ascensor" (1958), realizado por Louis Malle, e "Jules e Jim", de François Truffaut (1962).

Trabalhou ainda com outros cineastas de grande relevo, como Michelangelo Antonioni, Orson Wells, Elia Kazan, Rainer Werner Fassbinder, Wim Wenders e o brasileiro Cacá Diegues, para quem protagonizou "Joanna Francesa", em 1973.

Começou a trabalhar no teatro, em 1947, no elenco da Comédia-Française. A primeira participação num filme aconteceu com um pequeno papel em "Dernier amour", de Jean Stelli, em 1949.

Em 1960, recebeu o prémio de melhor atriz em Cannes, por "Recusa". Em 1965, o prémio BAFTA para melhor atriz estrangeira, pelo papel em "Viva Maria!", de Louis Malle. O Cesar, prémio do cinema francês, só chegaria em 1992 com "La vieille qui marchait dans la mer", de Laurent Heynemann.

Foi também realizadora e argumentista de três filmes, "Lumiere" (1976); "L'adolescente" (1979); e o  documentário "Lillian Gish" (1983).

Integrou ainda o elenco da última longa-metragem do português Manoel de Oliveira, "O Gebo e a Sombra", em 2012.

O seu derradeiro papel no cinema foi em 2015, na comédia "Le talent de mes amis".

Jeanne Moreau em "Jules e Jim"