Cartaz de cinema

Morreu Chadwick Boseman - ator de "Black Panter" tinha 43 anos

Publicado em 29 Ago. 2020 às 11:08, por António Quintas, em Notícias de cinema (Temas: Obituário)

Morreu Chadwick Boseman - ator de "Black Panter" tinha 43 anos

Foi diagnosticado com cancro no cólon em 2016, mas continuou a trabalhar durante grande parte do tratamento.

Chadwick Boseman, protagonista do filme "Black Panther", morreu sexta-feira, na sua casa em Los Angeles, junto da família, quatro anos após lhe ter sido diagnosticado cancro no cólon. O ator tinha 43 anos.

A notícia foi confirmada na conta de Boseman no Twitter:

Um verdadeiro lutador, Chadwick continuou a trabalhar em filmes que todos apreciamos. De "Marshall" a "Da 5 Bloods", "Ma Rainey's Black Bottom" e vários outros - todos filmados durante e entre inúmeras cirurgias e quimioterapia. Foi também uma honra para a sua carreira dar vida ao Rei T"Challa em "Black Panther.

Natural do estado norte-americano da Carolina do Sul, foi o mais novo de três irmãos, filho de uma enfermeira e de um operário têxtil. Começou a representar ainda no liceu e estudou encenação na Howard University sob a direção de Phylicia Rashad (atriz e encenadora que integrou o elenco da sitcom "Cosby Show").

Mudou-se para Nova Iorque, onde integrou diversas produções teatrais enquanto conseguia os primeiros trabalhos pontuais na televisão em episódios de "Lei e Ordem", "CSI: NY" ou "ER".

O primeiro grande papel no cinema surge quando é convidado para interpretar a lenda do baseball Jackie Robinson, o primeiro afroamericano a jogar na Major League.

Em outubro de 2014, a Disney anuncia que Boseman foi o escolhido para interpretar a personagem T'Challa, mais conhecido como Black Panther. Estreou-se no universo narrativo da Marvel dois anos depois, em "Capitão América: Guerra Civil", e em fevereiro de 2018 tornou-se o protagonista do primeiro filme de super-heróis liderado por um afroamericano.

Na  última mensagem no Twitter, a 12 de agosto, Chadwick Boseman revela a alegria pela nomeação de Kemala Harris como vice-presidente na candidatura de Joe Biden à presidência dos EUA.

Durante a madrugada, a senadora democrata reagiu desta forma à notícia:

Estou de coração partido. O meu amigo Chadwick Boseman era brilhante, gentil, erudito e humilde. Partiu demasiado cedo, mas a sua vida fez diferença. Envio as minhas sinceras condolências à família.

O presidente da Marvel Studios, Kevin Feige declarou:

A morte de Chadwick é absolutamente devastadora. Ele era o nosso T"Challa, o nosso Pantera Negra e um querido amigo. Cada vez que pisava no set, irradiava carisma e alegria, e cada vez que aparecia na tela, criava algo verdadeiramente indelével. Encarnou muitas pessoas incríveis no seu trabalho e ninguém era melhor a dar vida a grandes homens. Era tão inteligente, gentil, poderoso e forte como qualquer pessoa que retratou. Agora, ocupa o seu lugar ao lado deles como um ícone para todos os tempos. A família Marvel Studios lamenta profundamente a sua perda, e esta noite estamos de luto com a sua família.

Bob Iger, presidente da Walt Disney também homenageou o ator:

Estamos de coração partido pela trágica perda de Chadwick Boseman - um talento extraordinário e uma das almas mais gentis e generosas que já conheci. Ele trouxe enorme força, dignidade e profundidade ao seu papel inovador como Pantera Negra; destruindo mitos e estereótipos, tornando-se um herói aguardado por milhões em redor do mundo e inspirando a sonhar mais alto e exigir mais do que o status quo. Choramos pelo que ele foi, bem como por aquilo que estava destinado a ser. Para os seus amigos e milhões de fãs, a sua ausência da tela é apenas eclipsada pela sua ausência das nossas vidas. Na Disney, enviamos as nossas orações e sinceras condolências à família.

Curtas Vilda do Conde 2020