Cartaz de cinema

Miguel Gomes é um dos premiados da edição especial do Festival de Locarno

Publicado em 14 Ago. 2020 às 22:50, por filmSPOT, em Notícias de cinema (Temas: Festivais de cinema, Cinema Português)

Miguel Gomes é um dos premiados da edição especial do Festival de Locarno

Este ano, o festival suíço decidiu atribuir prémios monetários para ajudar realizadores a terminar filmes interrompidos pela pandemia.

A argentina Lucrecia Martel e o seu documentário político "Chocobar" ganharam o prémio mais importante da edição 2020 do Festival de Locarno, organizado em moldes especiais. O Pardo 2020 vale 70 mil francos suíços (65 mil euros) e servirá para a realizadora concluir o seu filme sobre o assassinato do ativista Javier Chocobar.

Um valor igual receberá a vencedora da competição suíça, Marí Alessandrini, com o seu "Zahorí", curiosamente outra produção que estava a ter lugar na Argentina e foi interrompida devido ao COVID-19. O filme explora a improvável amizade entre uma jovem adolescente europeia e um ancião indígena das estepes da Patagónia.

O Prémio Especial do Júri Internacional, no valor de 50 mil francos suíços (46 500 euros), coube ao português Miguel Gomes e destina-se à rodagem de "Selvajaria", adaptação livre da obra "Os Sertões", de Euclides da Cunha, um relato da Guerra dos Canudos, conflito que opôs o estado brasileiro a uma comunidade do interior do estado da Bahia, nos últimos anos do século XIX.

Foi ainda premiado com 30 mil francos suíços (28 000 euros), pelo seu caráter inovador, "De Humani Corporis Fabrica", de Verena Paravel e Lucien-Castaing Taylor, documentário sobre as delicadas questões de bioética levantadas pelas novas tecnologias usadas na medicina.

Curtas Vilda do Conde 2020