Cartaz de cinema

Maria Gonzaga distinguida com o Prémio Bárbara Virgínia

Publicado em 17 Jun. 2021 às 12:02, por filmSPOT, em Notícias de cinema (Temas: Cinema Português)

Maria Gonzaga distinguida com o Prémio Bárbara Virgínia

A portuguesa Maria Gonzaga será distinguida com o Prémio Bárbara Virgínia da Academia Portuguesa de Cinema, pelo notável contributo para o cinema português ao longo de cinco décadas de atividade. O prémio será entregue na terça-feira, 22 de junho às 18h00, na Cinemateca Portuguesa.

O seu percurso multifacetado profissional está ligado ao cinema, teatro e à televisão, principalmente na área do guarda-roupa, tendo também sido atriz, maquilhadora e decoradora. Em 2014 e 2019, venceu o Prémio Sophia na categoria de Melhor Guarda-Roupa com os filmes "Até Amanhã Camaradas" – onde também integrou o elenco enquanto atriz - e "Parque Mayer". A sua atividade como responsável de guarda-roupa conta já com mais de 45 participações entre filmes, séries e documentários.

Recorde-se que o Prémio Bárbara Virgínia foi instituído pela Academia Portuguesa de Cinema em 2015 para homenagear mulheres que se distinguiram no cinema português. Até à data, o prémio foi atribuído a Leonor Silveira, Laura Soveral, Teresa Ferreira, Júlia Buisel e Solveig Nordlund.

O prémio leva o nome de Bárbara Virgínia (1923 – 2015), atriz, primeira realizadora portuguesa e a primeira mulher a apresentar um filme em Cannes. Em 1946, aos 22 anos, realizou "Três Dias Sem Deus", longa-metragem seleccionada para a primeira edição do Festival de Cannes. Seria também a única produção cinematográfica assinada por uma mulher em Portugal, até 1976.