Cartaz de cinema

Luz verde para spinoff de "Dune" centrado na ordem secreta das Bene Gesserit

Publicado em 11 Jun. 2019 às 12:23, por , em Notícias de Televisão e Séries (Temas: Primeiro olhar)

Luz verde para spinoff de "Dune" centrado na ordem secreta das Bene Gesserit

Denis Villeneuve supervisiona e realiza o episódio-piloto para o novo serviço de streaming da Warner.

Terá como título "Dune: The Sisterhood" (Dune: A Irmandade) a nova série aprovada pela Warner Bros. que contará com Denis Villeneuve ("Blade Runner: 2049", "Arrival" e "Sicario") na realização do primeiro episódio e na supervisão geral do projeto como produtor executivo.

A base narrativa de "Dune: The Sisterhood", será igual à do filme "Dune", desenvolvido e realizado em simultâneo por Villeneuve, com estreia prevista para 2020. Para garantir a unidade entre as duas histórias, Jon Spaihts, um dos autores do argumento para cinema (a meias com o próprio Villeneuve), estará encarregado de redigir o guião da série.

Tudo faz parte do plano abrangente da Legendary Entertainment de rentabilizar os direitos do clássico da ficção científica escrito por Frank Herbert. O objetivo é criar um universo repartido por várias plataformas, do cinema à televisão passando pelos jogos de vídeo e livros de banda desenhada.

Ao todo, foram editados 20 livros da série "Dune". Os seis primeiros foram escritos por Frank Herbert e os seguintes pelo seu filho Brian, com a colaboração de Kevin J. Anderson.

"The Sisterhood" centra-se na misteriosa ordem das Bene Gesserit, composta por mulheres que treinam corpos e mentes até serem capazes de habilidades extraordinárias. A ordem tem como fim a obtenção de poder e constituem uma força secreta infiltrada em todos os setores do Império.

O novo serviço de streaming da Warner Bros., ainda sem nome oficial, ou data de lançamento, será apresentado em setembro, ou outubro, de acordo com informação de Randall Stephenson, CEO da AT&T (nova proprietária da Warner). Terá como base principal os conteúdos da HBO, havendo rumores de que poderá incluir também programas do canal Cinemax, pertencente ao mesmo grupo.

Este será mais um serviço a juntar-se à tendência que visa desafiar o poderio e quota de mercado da Netflix. Na prática, levará a uma fragmentação do mercado e à competição cada vez mais feroz pela produção e aquisição de conteúdos que atraiam os consumidores.

Nos Estados Unidos, a Warner junta-se aos já existentes, HBO Now, Netflix, Amazon Prime, Showtime, Hulu e aos próximos lançamentos da Disney Plus e Apple TV Plus.