Cartaz de cinema

"Liga de Mulheres" a caminho de adaptação para série televisiva

Publicado em 9 Nov. 2019 às 11:43, por filmSPOT, em Notícias de Televisão e Séries (Temas: Primeiro olhar)

"Liga de Mulheres" a caminho de adaptação para série televisiva

A atriz D'Arcy Carden, do elenco de "The Good Place" será uma das protagonistas da história sobre a primeira liga profissional feminina de basebol.

A história da primeira liga profissional de basebol vai ser adaptada para uma nova série de TV, cortesia da Amazon Prime Video. Inspirada no filme de 1992 realizado por Penny Marshall, com Tom Hanks, Geena Davis e Madonna, deseja, no entanto, ter uma aproximação diferente à história.

De acordo com a Amazon, será uma comédia de meia hora que pretende reproduzir "o calor, humor e o DNA do filme original", mas com um "olhar contemporâneo às histórias das mulheres que fizeram parte da All-American Girls Professional Baseball League".

O resumo do canal adianta ainda que a série tem início com a formação da liga em 1943 e acompanha a temporada das Rockford Peaches, temporada a temporada, enquanto lutam para manter a equipa viva através de jogos renhidos, lesões, incursões noturnas em bares, despertares sexuais, lágrimas contidas e viagens por um país em rápida mudança.

D'Arcy Carden (da série "The Good Place") é a atriz em negociações para encabeçar o elenco. A seu lado estará Abbi Jacobson (de "Broad City", uma comédia da Comedy Central), que também é autora do guião, a meias com Will Graham (de "Mozart in the Jungle", outra série da Amazon).

A série tenciona mergulhar mais fundo nos problemas da época nos EUA, tendo como pretexto uma equipa desorganizada de mulheres que se descobrem enquanto lutam para realizar os seus sonhos de jogar basebol profissional.

Será a segunda tentativa de reconverter o conceito para televisão. A primeira, foi para o ar em 1993, na CBS, mas foi cancelada ao fim de apenas três episódios.

A All-American Girls Professional Baseball League existiu na realidade entre 1943 e 1954. Foi criada para manter o desporto junto do público durante a Segunda Guerra Mundial, quando grande parte dos jogadores masculinos se alistou nas Forças Armadas e limitações severas a longas viagens e à iluminação em locais públicos foram decretadas, como consequência do conflito.