Cartaz de cinema

Início de rodagem da produção portuguesa "Pedro e Inês"

Publicado em 31 Mai. 2017 às 11:06, por , em Notícias de cinema (Temas: Cinema Português)

Início de rodagem da produção portuguesa "Pedro e Inês"

Diogo Amaral e Joana de Verona serão os protagonistas da longa-metragem realizada por António Ferreira.

As histórias de "Pedro e Inês" chegam ao cinema pela mão do realizador conimbricense António Ferreira, anunciou esta quarta-feira a produtora Persona Non Grata Pictures.

Adaptação da obra "A Trança de Inês", da romancista Rosa Lobato Faria, na qual se inspira, o filme centra-se em Pedro, um indivíduo internado num hospital psiquiátrico por viajar de carro com o cadáver da sua amada Inês, que revive loucamente as vidas de D. Pedro I, Pedro Santa Clara e Pedro Rey.

A rodagem, com início previsto para  20 de junho, decorrerá na cidade que viu nascer a narrativa – Coimbra, com filmagens previstas para a Sé Velha e na Quinta das Lágrimas, bem como em locais da Lousã, Cantanhede e no castelo de Montemor-o-Velho.

São protagonistas Diogo Amaral, no papel de Pedro, e Joana de Verona no de Inês. O filme apresenta três vias e três tempos distintos para o amor trágico entre Pedro e Inês. A época medieval, a atualidade e um futuro distópico onde as populações regressam ao campo, vindas da cidade, para viver em harmonia com a natureza. O drama repete-se em todas as épocas. Pedro e Inês conhecem‐se, apaixonam-se descontroladamente, e enfrentam os tabus de cada época que teimam em separá-los.

Do elenco farão ainda parte Vera Kolodzig, como Constança (esposa de Pedro), João Lagarto, como Afonso (pai de Pedro), Custódia Gallego, como Beatriz (mãe de Pedro), Miguel Borges, como Pero Coelho (carrasco de Inês) e, por fim, Cristóvão Campos, como Estevão (escudeiro de Pedro). Os atores interpretam as diferentes personagens nas três épocas em que o filme decorre.

Esta será a quarta longa‐metragem do realizador António Ferreira, seguindo-se a "Embargo"(2010), "Esquece Tudo o Que Te Disse" (2002) e "Respirar (Debaixo d"Água)", estreado em 2000.