Cartaz de cinema

"Hollywood Censurado" em destaque na RTP2

Publicado em 10 Out. 2016 às 21:32, por , em Notícias de Televisão e Séries

"Hollywood Censurado" em destaque na RTP2

Com a Grande Depressão, as idas ao cinema caíram drasticamente. Para contrariar esta tendência, Hollywood tornou-se mais violenta e sensual.

A reação não se fez esperar, a bem organizada minoria católica criou a Legião Católica da Decência e o clero encorajou os frequentadores da missa de domingo a boicotarem determinados cinemas e filmes.

Desejosos de impedir a intervenção do governo nos seus assuntos, os estúdios de Hollywood optaram pela auto-censura. Para tal, contrataram Will Hayes, um antigo presidente dos correios, presbítero republicano, não fumador, abstémio e ligado ao poder em Washington e Wall Street.

Um código de produção foi encomendado e escrito por dois católicos. Conhecido como Código Hayes, começou a ser aplicado em julho de 1934. A partir desse momento, o crime nunca poderia compensar. Não era permitido mostrar alguém a arrombar um cofre, ou a cometer um assalto. É possível incluir alguma tentação, mas sempre com as consequências bem demonstradas.

As restrições do código de produção tornaram-se, naturalmente, um desafio para os argumentistas e realizadores, mas também aumentaram a criatividade em Hollywood.

A forma como os realizadores inventaram hábeis subterfúgios é bem ilustrada pelo filme "Notorious" (Difamação), de Alfred Hitchcock, que em 1946 contorna as apertadas normas de censura para mostrar o longo beijo entre Cary Grant e Ingrid Bergman, bem para lá dos 30 segundos permitidos pelo Código Hayes. E Cyd Charisse lembra-se bem de como conseguiu escapar aos censores com as suas coreografias atrevidas.

Só em 1968, o código já corroído, cada vez mais anacrónico e menos aplicado, é substituído por um sistema de classificação que adverte em vez de proibir.

Para o documentário "Hollywood Censurado", Clara e Julia Kuperberg selecionaram excertos que mostram as diferenças entre a liberdade pré-código e a sobriedade imposta por Hayes. A enquadrar as imagens estarão Thomas Doherty, autor do livro "Hollywood"s Censor & Pre-Code Hollywood" e Craig Detweiler, historiador do cinema americano e professor na Universidade de Pepperdine.

"Hollywood Censurado" vai para o ar terça-feira, 11 de outubro, às 23h20, na RTP2.