Cartaz de cinema

Eurosport anuncia o calendário de transmissões do Dakar 2017

Publicado em 29 Dez. 2016 às 23:18, por , em Notícias de Televisão e Séries

Eurosport anuncia o calendário de transmissões do Dakar 2017

O Dakar volta a estar em destaque no Eurosport que emite de 2 a 14 de janeiro um magazine diário de 30 minutos de duração com os melhores momentos do rali.

O resumo da jornada com várias entrevistas vai para o ar todos os dias por volta das 22h00.

Os comentários são do especialista João Carlos Costa que antevê um rali muito complicado:

"É assim desde 1979. Ano Novo, novo Dakar, que desde 2009 encontrou refúgio na América do Sul. Este ano descobre o Paraguai, apenas para a partida, sendo Bolívia e Argentina o palco para as etapas. A altitude, com muitos dias acima dos 4 mil metros - dificultando a respiração de pilotos e das máquinas - e a navegação mais complicada nesta edição, são os desafios maiores que os concorrentes têm de ultrapassar, em etapas que chegam a ter quase 500 km cronometrados e cerca de mil de extensão total.

Descortinar um vencedor nas cinco categorias é complicado. Nos carros, Peugeot parte à conquista do bis, mas a Toyota parece capaz de obter o primeiro triunfo, tudo num duelo arbitrado pela Mini, que gostaria de voltar às vitórias conquistadas entre 2012-2015.

Nas motos, a KTM tenta impor-se pela 16ª vez consecutiva, mas terão forte concorrência nas motos oficias da Husqvarna, Honda e Yamaha, com Ruben Faria como "team-manager' da primeira e Paulo Gonçalves (Honda) e Hélder Rodrigues (Yamaha) à procura de mais do que os pódios garantidos antes.

Nos camiões, há 11 marcas oficiais presentes, com o duelo Iveco-Kamaz a fazer as parangonas. A marca italiana quer repetir 2012 e 2016, enquanto os russos apontam ao 14º triunfo desde 1996. Será redutor acreditar num duelo a duas marcas, pois também os MAN, Tatra e Renault têm reais chances.

Nos quads, nenhum dos homens do pódio 2016 estará à partida. Certeza apenas que deve ser um Yamaha Raptor o vencedor, com Rafal Sonik apostado num segundo triunfo depois de o alcançado em 2015. Josef Machacek, vencedor em 2009 (a primeira vez que os quads tiveram classificação à parte) está de volta após dois anos nos carros. Os 60 anos de idade não são impedimento para querer lutar pela vitória. Depois há ainda que contar com o "batalhão" sul-americano, liderado por Ignacio Casale, dominador das duas últimas edições até desistir.

Uma palavra ainda para a nova categoria UTV (pequenos buggy até 1050cc) que nesta primeira edição não chegou à dezena de inscritos".

Marc Coma promete rali bastante duro

Dakar 2017

O diretor desportivo do Rali Dakar, Marc Coma, prometeu que a edição de 2017 será a "mais dura de sempre na América do Sul".

Serão 12 etapas que começarão ao nível do mar, em Asunción, capital do Paraguai, para subirem até acima dos 4 mil metros de altitude, no Altiplano da Bolívia, e terminarem em Buenos Aires, após passarem pela planície argentina onde as temperaturas podem ir de valores negativos aos 50 graus, da noite para o dia.

Metade das etapas serão corridas acima dos 3 mil metros de altitude, com alguns troços cronometrados a serem feitos nos 4 mil metros, e até o dia de descanso em La Paz, a capital da Bolívia, será feito em altitude.

Portugal estará presente num total de 15 veículos - 11 motos, dois carros e dois camiões. Apesar da forte presença de motards lusos, o destaque deste ano vai para a ausência de Rúben Faria. O algarvio, segundo classificado em 2013, decidiu retirar-se aos 42 anos. Ainda assim, Faria estará ligado à modalidade, depois de assumir as funções de diretor desportivo da Husqvarna.

A maior comitiva lusa de sempre nas motos tem Paulo Gonçalves e Hélder Rodrigues como principais candidatos à vitória. O piloto da Honda foi segundo classificado na geral em 2015, enquanto o piloto da Yamaha conta com dois pódios, terceiro lugar em 2011 e 2012.

Os restantes pilotos lusos nas duas rodas serão Joaquim Rodrigues (Speedbrain), Mário Patrão (KTM), Gonçalo Reis (KTM), Pedro Bianchi Prata (Honda), Luís Portela Morais (KTM), David Megre (KTM), Fernando Sousa Jr. (KTM), Rui Oliveira (Yamaha) e Fausto Mota (Yamaha).

Sem pilotos nos carros, Portugal estará representado por Filipe Palmeiro e Paulo Fiúza, copilotos do chileno Boris Garafulic e do alemão Stephan Schott, respetivamente, ambos em Mini.

Nos camiões, José Martins vai estar ao lado do francês Thomas Robineau (Iveco) e Armando Loureiro será o copiloto do romeno Georges Ginesta.

O Dakar 2017 em números

  • A 39.ª edição do Dakar atravessa 3 países: Paraguai, Bolívia e Argentina.
  • A prova é constituída por 12 etapas.
  • São 8.823 quilómetros de percurso para os carros. Dos quais 4.093 quilómetros são cronometrados.
  • Altitude máxima atingida durante de uma etapa: 4.800m.
  • A 9.ª etapa, entre Salta e Chilecito, é a mais longa de todas com um total de 977 quilómetros.
  • A especial mais longa ocorre durante a 6.ª etapa entre Oruro e La Paz e tem 527 quilómetros.
  • 316 veículos, 83 carros, 146 motos, 50 camiões e 37 quads.
  • 59 países representados.
  • 9 é o número de mulheres em competição.

Etapas do Dakar 2017

Dakar 2017

2 de janeiro – 1.ª etapa

Asunción (PAR) - Resistencia (ARG) – 454 km/ 39 km especial cronometrada

3 de janeiro – 2.ª etapa

Resistencia (ARG) - San Miguel de Tucumán (ARG) – 803 km/ 275 km especial cronometrada

4 de janeiro – 3.ª etapa

San Miguel de Tucumán (ARG) - San Salvador de Jujuy (ARG) – 780 km/ 364 km especial cronometrada

5 de janeiro – 4.ª etapa

San Salvador de Jujuy (ARG) - Tupiza (BOL) – 521 km/ 416 km especial cronometrada

6 de janeiro – 5.ª etapa

Tupiza (BOL) - Oruro (BOL) – 692 km/ 477 km especial cronometrada

7 de janeiro – 6.ª etapa

Oruro (BOL) - La Paz (BOL) – 786 km/ 527 km especial cronometrada

8 de janeiro – Dia de descanso em La Paz (BOL)

9 de janeiro – 7.ª etapa

La Paz (BOL) - Uyuni (BOL) – 622 km/ 322 km especial cronometrada

10 de janeiro – 8.ª etapa

Uyuni (BOL) - Salta (ARG) – 892 km/ 492 km especial cronometrada

11 de janeiro – 9.ª etapa

Salta (ARG) - Chilecito (ARG) – 977 km/ 406 km especial cronometrada

12 de janeiro – 10.ª etapa

Chilecito (ARG) - San Juan (ARG) – 751 km/ 499 km especial cronometrada

13 de janeiro – 11.ª etapa

San Juan (ARG) - Rio Cuarto (ARG) – 754 km/ 288 km especial cronometrada

14 de janeiro – 12.ª etapa

Rio Cuarto (ARG) - Buenos Aires (ARG) – 786 km/ 64 km especial cronometrada