Cartaz de cinema

Daniel Day-Lewis diz adeus à profissão de ator

Publicado em 21 Jun. 2017 às 20:02, por , em Notícias de cinema (Temas: Celebridades, Bastidores)

Daniel Day-Lewis diz adeus à profissão de ator

Aos 60 anos, o ator considera chegada a hora de deixar a representação.

Ganhou três Oscars e sempre se mostrou muito esquisito nos papéis que escolhia. Agora, aos 60 anos, Daniel Day-Lewis fez saber que não pretende voltar a trabalhar como ator.

Numa declaração divulgada pelo seu relações públicas, o britânico afirma que "não trabalhará mais como ator. Está muito grato a todos os seus colaboradores e ao público. A decisão é privada e nem ele nem os que o representam comentarão o assunto".

No natal, será ainda possível ver Day-Lewis no próximo filme de Paul Thomas Anderson - de momento sem título - a encarnar um estilista londrino da alta sociedade, na década de 50.

O homem que gosta de trabalhar madeira e fazer sapatos - dois dos seus hóbis revelados ao longo dos anos - já tinha feito uma primeira tentativa de deixar a sua profissão, em finais dos anos 90. Foi preciso que Martin Scorsese o convencesse a desempenhar o papel de Bill 'The Butcher' Cutting em "Gangues de Nova Iorque" para que voltasse atrás.

Foi nomeado para o Oscar de melhor ator por cinco vezes, e ganhou em três ocasiões. Com "O Meu Pé Esquerdo", em 1989, com "Haverá Sangue", em 2007, e finalmente em 2012 com "Lincoln", de Steven Spielberg.