Cartaz de cinema

Controversa série "13 Reasons Why" terá segunda temporada

Publicado em 9 Mai. 2017 às 15:06, por , em Notícias de Televisão e Séries

Controversa série "13 Reasons Why" terá segunda temporada

A série original da Netflix "13 Reasons Why" (em Portugal, "Por 13 Razões") vai ter uma segunda temporada com mais 13 episódios, anunciou o The Hollywood Reporter citando fonte do canal online.

Brian Yorkey continuará como showrunner e o regresso está previsto para 2018.

Baseada nos livros de Jay Asher, "13 Reasons Why" segue o adolescente Clay Jensen (Dylan Minnette) a partir da altura em que uma misteriosa caixa surge na varanda da sua casa. No interior da caixa, descobre várias cassetes gravadas por Hannah Baker (Katherine Langford), a colega de turma que se suicidara duas semanas antes. Nas cassetes, Hannah fala das treze razões pelas quais decidiu pôr fim à vida. A narrativa prossegue em paralelo, acompanhando Hannah e Clay, numa intrincada história que revela os dramas da vida dos estudantes de uma escola secundária norte-americana.

De acordo com a Netflix, a segunda temporada recomeça após a morte de Hannah Baker e acompanhará os difíceis percursos das personagens à medida que recuperam do choque e da dor causados pelo suicídio da jovem.

A renovação surge após uma onda de crítias em relação ao tom e aos detalhes mostrados na série. Os britânicos do New Statesman apelidaram-na de "sensacionalista" e "redutora" no tratamento dado ao tema do suicídio na adolescência. No Chicago Tribune, peritos mostraram-se preocupados. E uma crítica de televisão do The Guardian apelidou-a de "insensível".

As queixas levaram a Netflix a reforçar os avisos antes do início de cada episódio e a incluir um especial de 30 minutos no final da temporada onde o elenco, os produtores e um grupo de médicos e psicólogos fornecem pistas e conselhos para auxiliar jovens que sofram de tendências suicidas.


Consulte as datas de estreia de séries de televisão


Ao mesmo tempo, Nic Sheff, autor do argumento do episódio que mostra em detalhe a morte de Hannah, defendeu as suas opções num texto publicado na Vanity Fair

Com um passado de toxicodependência desde os 12 anos, Sheff revela ter ele próprio tentado o suicídio, numa época em que se julgou incapaz de abandonar a dependência. Justifica as opções tomadas em "13 Reasons Why" por a sua própria vida ter sido salva ao recordar-se do horror descrito por uma mulher que tentou matar-se ingerindo comprimidos. E conclui afirmando: "o suicídio, nunca é pacífico e indolor".

"13 Reasons Why" trailer da primeira temporada