Cartaz de cinema

Começou o festival de Berlim - com "Django" a abrir e muitos portugueses

Publicado em 9 Fev. 2017 às 18:00, por , em Notícias de cinema (Temas: Cinema Português, Festivais de cinema)

Começou o festival de Berlim - com "Django" a abrir e muitos portugueses

Começa hoje e prolonga-se até 19 de fevereiro a 67ª edição do festival de cinema e Berlim. Na secção principal, onde competem 18 longas-metragens, está incluído "Colo", da realizadora Teresa Villaverde, uma de cinco obras que representam o cinema português. Nas curtas estão outros quatro filmes a concurso, incluindo o regresso de João Salaviza, Urso de Ouro nesta categoria em 2012 com "Rafa".

Entre os filmes presentes destacam-se "The Other Side of Hope" do finlandês Aki Kaurismäki; "The Party", da britânica Sally Potter; "Return to Montauk" do alemão Volker Schlondorff; "The Dinner" do sueco Oren Moverman; "Bright Nights" do também alemão Thomas Arslan e "Django" biografia do guitarrista francês de origem cigana Django Reinhardt, de Étienne Comar, projetado esta quinta-feira como filme de abertura. O cinema brasileiro estará representado por "Joaquim", do realizador Marcelo Gomes.

Fora de competição, o certame alemão inclui também as antestreias do novo "Logan", com Hugh Jackman, e de "T2 Trainspotting", de Danny Boyle.

A lista completa de longas-metragens a concurso na secção principal do 67º Festival de Cinema de Berlim é a seguinte:

  • Ana, mon amour, de Călin Peter Netzer (Roménia, Alemanha, França)
  • Beuys, de Andres Veiel (Alemanha)
  • Helle Nächte (Bright Nights), de Thomas Arslan (Alemanha, Noruega)
  • Colo, de Teresa Villaverde (Portugal, França)
  • The Dinner, de Oren Moverman (EUA)
  • Django, de Étienne Comar (França)
  • Una mujer fantástica, de Sebastián Lelio (Chile, Alemanha, EUA, Espanha)
  • Félicité, de Alain Gomis (França, Senegal, Bélgica, Alemanha e Líbano)
  • Have a Nice Day,  de Liu Jian (China)
  • Joaquim, de Marcelo Gomes, (Brasil, Portugal)
  • Mr. Long, de  Sabu (Japão, Hong Kong, Alemanha, China e Taiwan)
  • A teströl és a lélekröl (On Body and Soul), de Ildikó Enyedi (Hungria)
  • On the Beach at Night Alone, de Hong Sang-soo (Coreia do Sul)
  • Toivon tuolla puolen (The Other Side of Hope), de Aki Kaurismäki (Finlândia)
  • The Party, de Sally Potter (Reino Unido)
  • Rückkehr nach Montauk (Return to Montauk), de Volker Schlöndorff (Alemaha, França e Irlanda)
  • Pokot (Spoor), de Agnieszka Holland (Polónia, Alemanha, República Checa, Suécia, Eslováquia
  • Wilde Maus (Wild Mouse), de Josef Hader (Áustria)