Cartaz de cinema

Cerimónia de entrega de prémios no Festival de Veneza termina em escândalo e confusão

Publicado em 9 Set. 2012 às 01:04, por , em Notícias de cinema (Temas: Festivais de cinema)

Cerimónia de entrega de prémios no Festival de Veneza termina em escândalo e confusão

"Pietà" e "The Master" são os vencedores de um Festival de Veneza que terminou marcado por confusões e por um regulamento que condicionou a decisão do júri.

Ao décimo primeiro e último dia de Festival, o júri presidido por Michael Mann atribuiu o Leão de Ouro da 69ª edição do Festival de Veneza a "Pietà", do realizador sul-coreano Kim Ki-Duk.

Outro grande vencedor do certame é "The Master", com o realizador Paul Thomas Anderson a arrecadar o Leão de Prata (Melhor Realizador), enquanto os protagonistas Joaquin Phoenix e Philip Seymour Hoffman receberam, ex-aequo, a Coppa Volpi para Melhor Actor.

O anúncio do palmarés ficou manchado por dois incidentes. Primeiro por notícias veículadas nos bastidores sobre o desejo do júri em entregar o Leão de Ouro a "The Master", uma intenção cortada pelo regulamento do festival que proibe a concentração de prémios num só filme. Depois, a troca no vencedor do Leão de Prata, com um primeiro anúncio de que seria para "Paradies: Glaube" e depois com a correção de que afinal a estatueta seria entregue a P.T. Anderson.

Quanto aos restantes vencedores:

Prémio de Melhor Actriz foi para Hadas Yaron, por "Lemale Et Ha’Chalal", da realizadora israelita Rama Bursthein.

Prémio Especial do Júri: "Paradies: Glaube", de Ulrich Seidl;

Prémio Marcello Mastroianni (Melhor Jovem Ator/Atriz): Fabrizio Falco, por "La Bella Addormentata" (de Marco Bellocchio) e "È Stato il Figlio" (de Daniele Ciprí);

Melhor Argumento: Olivier Assayas, por "Après Mai";

Prémio Melhor Contributo Técnico (Fotografia): "È Stato il Figlio", de Daniele Ciprì;

Prémio Luigi de Laurentiis para Melhor Primeira Obra: "Küf", de Ali Aydin.

O palmarés completo pode ser consultado no site do festival.