Cartaz de cinema

Canais Eurosport anunciam cobertura de mais uma edição das 24 Horas de Le Mans

Publicado em 8 Jun. 2019 às 11:15, por , em Notícias de Televisão e Séries

Canais Eurosport anunciam cobertura de mais uma edição das 24 Horas de Le Mans

A edição 2019 da prova francesa conta com a presença em pista de três pilotos portugueses.

De 12 a 16 de junho, 62 carros, divididos em 4 categorias (8 na LMP1, 20 na LMP2, 17 na LMGTE PRO e 17 na LMGTA Am), lutam pela vitória na mais famosa das provas automóveis de resistência.

Em junho, o Eurosport volta a emitir, na íntegra, as 24 horas de Le Mans, um dos eventos mais fascinantes das competições motorizadas. Se, de início, a corrida era uma prova de gestão de viaturas, nos últimos anos a onde a noção de resistência perdeu terreno para a velocidade. São, verdadeiramente, 24 horas sempre no máximo com marcas conceituadas a competir pela glória e pelos divivendos comerciais que lhe sucedem, no histórico circuito de la Sarthe, em Le Mans, França, com mais de 13 quilómetros de extensão.

Na 87.ª edição de Le Mans vão estar em pista os pilotos portugueses Filipe Albuquerque, com um carro da categoria LMP2, António Félix da Costa, pela BMW na categoria LMGTE Pro, e ainda Pedro Lamy, na categoria LMGTE Am. Destaque ainda para a presença da equipa portuguesa da Algarve Pro Racing.

A corrida marca o adeus de Fernando Alonso ao campeonato e à Toyota. O piloto espanhol é o grande favorito ao triunfo na geral, tentando repetir o feito do ano passado. Compete num Toyota TS050 Hybrid, junto com o suíço Sébastien Buemi e o japonês Kazuki Nakajima.

O Eurosport dará́ total cobertura ao evento em Le Mans emitindo perto de 40 horas que incluem treino livre, qualificações, "warm-up" e corrida, bem como programas complementares de análise. É o caso do "Le Mans Studio 24" onde o dinamarquês Tom Kristensen, recordista de vitórias com nove triunfos em Le Mans, dá a sua visão dos aspetos essenciais da corrida, de duas em duas horas.

João Carlos Costa, habitual comentador dos canais Eurosport, apresenta a prova: "Há toda uma magia que tornam únicas as 24 Horas de Le Mans. Começa com os carros, este ano com número alargado para 62: quatro classes diferentes, com andamentos também eles diversos, guiados por pilotos profissionais, na grande maioria, mas onde em duas das classes (LMP2 e GTE-AM) se juntam amadores. De seguida, a pista, em boa parte feita em estradas nacionais e municipais. Só o perímetro choca, não há outra igual: 13,626 km, com 38 curvas, mas também muitas rectas com mais de um quilómetro, onde os carros mais velozes tocam os 350 km/h para cumprir uma volta a mais de 250 km/h de média (3m14,791s é o recorde em qualificação). Algumas zonas são verdadeiros locais de devoção – Mulsanne, Hunaudìeres, Tertre Rouge, Indianápolis, Arnage, os esses Porsche. Há também a duração: duas voltas ao relógio, onde pode acontecer de tudo em termos de condições atmosféricas. E para acabar, o ambiente de festa, diria mesmo de feira, porque os 250 mil espectadores não podem viver apenas de corrida!"

A seu lado estará, o especialista Ricardo Grilo, outra presença habitual no comentário a Le Mans, que dá 10 razões históricas que tornam esta prova única:

  1. Em 1923, organizar uma corrida com esta dimensão representava um conceito claramente pioneiro, numa Europa que renascia da Guerra.
  2. Por vontade dos seus criadores, foi a primeira prova que promoveu as marcas e não apenas os pilotos. Entre outras, Bentley, Ferrari, Jaguar e Porsche devem boa parte da sua identidade ao seu desempenho na clássica francesa.
  3. Em 96 anos de história, as 24 Horas de Le Mans mantiveram grande parte do percurso original, traçado em estradas nacionais que se percorrem em velocidades superiores a 300 km/h.
  4. A grelha de partida "tipo Le Mans", em espinha e com os pilotos a correr para as viaturas, constituía um espectáculo dentro do espectáculo. Terminou em 1969 porque os pilotos não tinham tempo para apertar os novos cintos de segurança.
  5. Até pela negativa se tornou célebre: em 1955, o maior acidente de sempre no desporto automóvel iria matar mais de 80 pessoas e ferir cerca de 150, quando um carro foi catapultado sobre as bancadas.
  6. Le Mans promove basicamente dois tipos de viaturas: os sport-protótipos - puros carros de competição - e os Grande Turismo - derivando de modelos de estrada - sendo ambos o expoente máximo nas suas tipologias.
  7. Até 1989, o circuito tinha uma recta com 6 km de extensão onde se podia rodar a fundo. Nesse local, em 1988, um WM Peugeot chegou aos 405 km/h. Velocidades próximas dos 380 km/h eram normais nos anos 80.
  8. Os modernos protótipos Híbridos dispõem de sistemas de recuperação de energia para alimentar motores eléctricos auxiliares que elevam a potência conjunta para os 1000 cv, proporcionando um desempenho inédito e inigualável.
  9. Cerca de 250 mil espectadores acompanham a prova ao vivo. Entre estes, cerca de um quarto provém do outro lado da Mancha, onde os aficionados consideram tratar-se da 'maior prova britânica que por mero acaso se disputa em França'.
  10. Até hoje, num total de 2064 horas de prova, tivemos 138 vencedores, sendo o recordista o dinamarquês Tom Kristensen, com 9 triunfos. O português melhor classificado é Pedro Lamy, com dois 2º lugares nas edições de 2007 e 2011.

HORÁRIOS

  • Segunda-feira 10 de Junho (15h45) Best of de Le Mans
  • Quarta-feira 12 de Junho (15h45) Treino Livre; (20h50) Qualificação
  • Quinta-feira 13 de Junho (17h50) Qualificação; (20h50) Qualificação
  • Sábado 15 de Junho (13h00) On the Grid com Tom Kristensen; (13h:45) Corrida
  • Domingo 16 de Junho (21h05) Best of de Le Mans

 

Foto:© Alexis GOURE (ACO)