Cartaz de cinema

Brad Pitt agredido por ucraniano na ante-estreia de "Maléfica"

Publicado em 29 Mai. 2014 às 11:29, por , em Notícias de cinema (Temas: Celebridades)

Brad Pitt agredido por ucraniano na ante-estreia de "Maléfica"

O ator foi agredido na ante-estreia do filme "Maléfica" (Maleficent), em Los Angeles. O agressor é o mesmo que provocou um escândalo no Festival de Cannes, há uma semana.

Brad Pitt foi agredido na face quando dava autógrafos na ante-estreia do filme "Maléfica", em Los Angeles.

Pitt estava no El Capitan Theatre, em Hollywood, a acompanhar a mulher, Angelina Jolie, protagonista do filme "Maléfica" (Maleficent), no evento de apresentação do filme. Sediuk saltou as barreiras que separavam a passadeira vermelha do público e terá agredido o ator com um murro, ou um estalo (as duas versões surgem na imprensa norte-americana).

O autor da agressão é Vitalii Sediuk, o jornalista ucraniano de 25 anos detido em Cannes na semana passada por ter tentado espreitar debaixo da saia da atriz America Ferrera na ante-estreia de "Como Treinares o Teu Dragão 2".

O homem foi arrastado para fora do local pelos seguranças e entregue à polícia que procederá à acusação formal de agressão física junto dos tribunais.

A lista de distúrbios causados por Sediuk em eventos com estrelas da música e do cinema já é longa:

Em janeiro, infiltrou-se na passadeira vermelha da entrega de prémios da associação de atores norte-americanos e agarrou-se às pernas de Bradley Cooper.

Em fevereiro, algo semelhante sucedeu a Leonardo DiCaprio no festival de cinema de Santa Barbara.

Um ano antes, em fevereiro de 2013, surgiu no palco dos Grammy Awards e murmurou "I love you, Adele" ao microfone quando a intérprete britânica recebia o seu prémio. Na altura, o intruso foi afastado rapidamente por Jennifer Lopez.

Pela mesma altura, tentou entrar na gala de entrega dos Oscars vestido de cisne, com um balde carregado de réplicas da estatueta, mas foi descoberto pela polícia antes de chegar à zona da passadeira vermelha.

O primeiro ato registado de Sediuk aconteceu em maio de 2012, quando tentou beijar Will Smith na ante-estreia de "Homens de Negro 3", em Moscovo.

O jornal britânico Daily Mail publicou um video captado no local que mostra a detenção de Sediuk.