Cartaz de cinema

Atriz abandona "Chamem a Parteira" para prosseguir carreira em Hollywood

Publicado em 9 Mar. 2014 às 13:34, por António Quintas, em Notícias de Televisão e Séries (Temas: Bastidores)

Atriz abandona "Chamem a Parteira" para prosseguir carreira em Hollywood

O último episódio da terceira temporada vai para o ar hoje à noite na BBC e está envolto em grande secretismo. Entretanto, numa entrevista, a estrela Jessica Raine afirma que está de malas feitas para Hollywood.

O final da terceira temporada de "Chamem a Parteira" (Call the Midwive) é emitido esta noite na BBC.

O canal britânico rodeou o episódio de grande secretismo e nem sequer o mostrou à imprensa, como seria habitual.

Sabe-se que algo muito importante irá acontecer e, para ajudar ao dramatismo, a protagonista, Jessica Raine, surge numa entrevista publicada hoje no jornal Daily Mirror a confessar os seus desejos de partir para Hollywood e prosseguir a carreira do outro lado do atlântico.

"Chamem a Parteira" também tem sido um sucesso nos EUA, um facto que, de acordo com o Mirror, despertou o interesse de Hollywood. A atriz de 31 anos chegou mesmo a passar um mês em Los Angeles.

Jessica afirmou: "Estou pronta para desempenhar papéis muito distantes da Jenny, apesar de adorar a personagem. Gostaria de experimentar a comédia, quero fazer mais teatro e definitivamente quero ter um futuro no cinema."

"Chamem a Parteira" tem sido um enorme sucesso, obtendo as maiores audiências numa década para um drama da BBC, com uma média de 10 milhões de espectadores, a cada semana.

Uma quarta temporada, está prevista para 2015.

Trailer da terceira temporada


A série é um olhar comovente e genuíno sobre as histórias das parteiras e famílias do East End da cidade de Londres durante os anos 50, baseado nas memórias de Jennifer Worth e produzido pela Neal Street Productions, de Sam Mendes (realizador de "007 Skyfall" e "Beleza Americana").

Quando Jenny Lee (Jessica Raine, de "A Mulher de Negro") chega ao East End, não sabe nada sobre a vida tal como ela é. Criada numa familia abastada, no campo, passou algum tempo em Paris e podia ter escolhido ser qualquer outra coisa. Mas escolheu ser enfermeira, qualificou-se como parteira e acaba por ir trabalhar para a zona mais pobre de Londres.

Jenny vai trabalhar com uma comunidade de freiras na Nonnatus House e integra uma equipa de parteiras que visita as grávidas do bairro de Poplar, providenciando os melhores cuidados neo-natais possíveis dadas as circunstâncias. Uma vida muito diferente daquela a que estava habituada – quer em casa, quer nos hospitais onde foi treinada.